fetiche

Você sabe o que é fetiche?

Com a onda da obra 50 Tons Cinza, muitos casais passaram a querer saber mais sobre o universo BDSM  e fetichista.

Vários livros da autora Silvia Day deram um ar mais picante para os relacionamentos e mexeu com a imaginação da mulherada.

Mas afinal o que é fetiche?

Pegando o sentido literal, fetiche é um substantivo masculino com origem no termo fétiche do idioma francês e pode significar um “objeto enfeitiçado” ou um comportamento, parte do corpo ou objeto que desperta excitação sexual.

É a excitação sexual por meio de um objeto ou determinada parte do corpo, como tara por pés, por roupas ( fardas, policial, bombeiro etc). Nas sexshops encontramos diversos artigos de fetiche que inclui as vestimentas e varias fantasias, roupas de couro, acessórios para dominação e submissão, cordas, fitas, amarras etc.

Todas as pessoas são fetichistas, em menor ou maior grau. Cada pessoa se sente atraída por determinado estilo, postura, roupa, características físicas, etc.  Nos atraímos por uma roupa, sapato, ou algum acessório e isso não tem problema algum.

Quando um fetiche se torna problema?

Na Sexualidade nunca dizemos que algo é normal ou anormal, certo ou errado, desde que não traga problemas ou sofrimento para si ou alguém.

Mas se o prazer somente e sentindo por meio do fetiche, de roupas, objetos e não mais pela naturalidade, pode ser um problema.

Se o prazer está sempre condicionado a algo não muito convencional, ou até mesmo bizarro a ponto de colocar a saúde ou vida em risco, ou que pode prejudicar alguém, ir contra a lei ou regras básicas de convivência e respeito, aí sim temos um problema.

BDSM e o fetiche

Terei um post exclusivo para BDSM depois, mas muita gente que leu e viu 50 tons de cinza acha que tudo é fetiche e que BDSM é aquilo que está no livro e filme, mas ali não representa nem 5% desse universo.

Porém, mexe sim com nosso desejo aquelas roupas e acessórios lindos e sofisticados né?

Mas agora vou citar alguns fetiches mais comuns entre mulheres e homens.

 

Fetiches femininos ( não representa todas, ok? )

  1. Homens fardados – Sempre temos aquela amiga louca no bombeiro, no policial e já começa a imaginar e planejar toda uma situação envolvente de sexo quente usando a farda rs. Por isso muitos gogoboys em eventos vão “fardados”.
  2. Striptease – muitas mulheres amam encarar um personagem e dançar, subir no poledance, fazer dança na cadeira e mostrar toda a sensualidade escondida .
  3. Ser dominada ( uso de força moderada e com consentimento) – isso nada tem a ver com violência ou estupro, mas na verdade tem a ver com a pegada mais forte, com a iniciativa e força masculina.
  4. Ménage a trois ( dupla penetração) ou em ver o parceiro se divertindo com outra mulher- recebo muitas clientes com esse fetiche, inclusive me perguntando como convencer o parceiro a realizar esse fetiche.
  5. Ser dominadora – usar aquela roupa poderosa de couro e aquele salto maravilhoso, ter um olhar penetrante e um homem babando aos pés.

 

Fetiche masculinos

  1. Trajes estratégicos – um decote , uma lingerie bonita, cinta liga podem mexer e muito com o imaginário masculino. Mais do que mostrar explicitamente. Alguns homens gostam da sensação de imaginar o que está ali por baixo daquela roupa. No meu site tem algumas calcinhas e cinta liga.
  2. Fantasias sensuais –  médica, enfermeira, secretaria, estudante, etc mexem com a imaginação e ajudam a tirar da rotina.
  3. Sex tape – homens gostam de pornô, então por que não produzir seu próprio filme pornô? Hoje com a tecnologia dos celular muitos querem realizar essa fantasia. Porém, cuidado com a exposição.
  4. Sexo anal – prática comum para alguns, mas muito desejada por outros. O sexo anal pelo tabu, pela posição e sanação de “dominação” também é um dos grandes fetiches masculinos.

 

Alguns fetiches diferentes

  • Podolatria ( atração por pés )
  • Asfixiofilia (prazer sexual sendo asfixiado ou sufocado)
  • Golden shower (banho de xixi, sim tem quem goste)
  • Bondage (excitação em fazer sexo com o parceiro amarrado/imobilizado)
  • Gerontofilia (atração sexual por idosos)
  • Inflatofilia ( tesao por balões ou objetos infláveis )

 

Usar do imaginário para melhorar a relação afetiva e sexual do casal é super válido.

Com consentimento e respeito tudo é permitido.

Como a Sexualidade é bem ampla,eu criei um workshop maravilhoso chamado: 3S.

Nele falo sobre Sexualidade, Sensualidade e Sexo e explico como esses três fatores impactam em nossa vida e nas relações.

Acessa aqui e veja como ele pode te ajudar a entender muita coisa e te ajudar inclusive a melhorar o seu prazer.

Se esse artigo te empolgou ,não deixe de passar na minha loja cheia de ‘boas ideias’ para sua vida a dois.

Deixe seu comentário e sejas sugestões também.

 

Se joga e goza!

Thalita Cesário