Essa semana postei em meu instagran sobre a masturbação feminina.

Falei sobre a importância de se tocar, se conhecer, entender seu prazer até que me deparei com um comentário que dizia: “Masturbação é ilusão. Não substitui a penetração”.

Li, respirei antes de responder, afinal vamos entender melhor rs. Em nenhum momento eu disse que substituiria. Disse que é importante e que se masturbar é “fazer sexo com a pessoa mais importante da sua vida”, que é você.

Me peguei pensando em como o machismo afeta todos nós e como o pênis é o centro das atenções e o quanto as mulheres também estão condicionadas ao sexo “meteção”.

Atendo diariamente mulheres que literalmente não sabem ao certo o que é o clitóris, lábios internos, externos e que acham que vagina é todo o conjunto. Essas mesmas mulheres que não sabem diferenciar vulva de vagina, ou a importância do clitóris para o prazer feminino são as mulheres com dificuldade para sentir prazer e chegar ao orgasmo.

A penetração pode ser muito importante para o homem e a mulher, mas é importante também saber que sexo não se resume a isso.

O toque, o cheiro, o beijo entre outras coisas que envolvem o contato podem ser muito prazerosas. Além disso, o clitóris tem cerca de 8 mil terminações nervosas e sua única função é proporcionar prazer à mulher.

Falei disso aqui:

O fato de termos uma educação machista e repressora contribui muito para essa falta de informação. Até pouco tempo atrás, na época de escola o clitóris não aparecia nos livros na parte de aprendizado do corpo humano e reprodução. Aparecia apenas: útero, ovários e vagina. Desta forma aprendemos que tudo ali era vagina, quando na verdade vagina é apenas a parte de dentro que recebe a penetração e/ou onde sai a menstruação.

Os meninos cresceram vendo o pênis sempre representado, além de serem estimulados pelos pais a se tocarem, verem pornôs e revistas de mulheres peladas.

Ambos, homens e mulheres cresceram com a referencia do sexo meteção sem a exploração de outras áreas erógenas, o que para o homem gera uma cobrança excessiva de estar sempre de pau duro, caso contrário não é macho a a mulher se cobra por não conseguir gozar com a penetração.

Ai está a importância da masturbação feminina: fazer com as mulheres descubram seu potencial orgástico além da penetração e não depender somente do homem para sentir prazer e sim, dividir o prazer. Orientar, mostrar como gosta e quer sentir prazer.

Empoderamento sexual é isso! É entender seu corpo, suas vontades e entender as diversas possibilidades de prazer. É sentir prazer e transar sem obrigação.

Pensando nisso, resolvi colocar aqui abaixo um gif que mostra bem como o clitóris se encaixa na vagina e como é possível sentir prazer tanto com a penetração como com o estímulo externo.

Para finalizar, quero dizer que uma coisa não anula a outra. Você pode e deve se masturbar e pode sentir prazer seja penetrando ou estimulando somente a parte externa. Mas se permita se tocar, conhecer e gozar, pois o orgasmo é certo para quem se permite.

Se joga e goza!