cirurgia-intima

Cirurgia íntima: Você faria?

Brasil é o país que mais faz cirurgia íntima

As cirurgias íntimas estéticas entre as mulheres  atualmente são as que mais apresentam crescimento no Brasil. Por se tratar de uma região íntima, essas cirurgias são pouco divulgadas, já que são realizadas com muita descrição pela paciente.

Segundo alguns cirurgiões, além de “aperfeiçoar” a estética da genitália feminina, há também reflexo positivo na autoimagem e autoestima da mulher.

De acordo com um estudo feito pela Sociedade Internacional de Cirurgiões Plásticos Estéticos ( ISAPS ), a procura pela cirurgia cresceu em relação ao ano passado. O Brasil se manteve na liderança e continua sendo o país que mais realiza este tipo de procedimento. Segundo a ISAPS, os processos de ninfoplastia passaram de 13.683, em 2013, para 15.872, em 2014.

 

Busca pela vulva/vagina perfeita

Eu sou super a favor da liberdade. A favor de podermos fazer tudo o que quisermos de nossas vidas, desde que não cause mal ao outro.

Quando se trata de aparência, também apoio mudanças e intervenções para mudarmos algo que nos incomoda. Afinal, não adianta estar incomodado e não fazer nada para mudar.

Mas como atendo mulheres diariamente, é nítido uma cobrança para a perfeição.

Essa cobrança em grande parte das vezes vem das próprias mulheres.

 

Influências das revistas masculinas e indústria pornográfica

Muitas vezes não sabemos de onde vem essa ideia de que a vulva é feia e de que a pessoa com que nos relacionamos não irá gostar dela.

Mas muito da influência disso tudo bem das revistas e filmes pornôs. Lá sempre veremos vulva lisinhas, sem pelo, rosadinhas e simétricas.

Quando vemos isso e não vemos a nossa vulva ali representada, começamos a introjetar todas as paranoias da estética. Achamos que ninguém vai querer trancar conosco ou transamos com a luz apagada para que não veja a nossa vulva imperfeita.

 

Variedade de vulva

Cada vulva é única! Sim, é como se fosse a nossa impressão digital. Sendo assim, por que sofrer com um padrão imposto por algo que nem se que retrata a realidade da maioria? Vamos lembrar que as revistas e filmes são feitos para VENDER. E não para trazer a referência, a representatividade da mulher real.

A mulher real, tem pelos, tem manchas, virilhas escuras, pequenos lábios grandes e pra fora, clitóris aparente ou não e tudo bem.

Esse post não tem como objetivo te impedir de fazer cirurgia, longe disso. Mas apenas mostrar que podemos tentar enxergar com outros olhos a causa disso tudo e repensar se queremos mesmo passar por algo invasivo apenas para se enquadrar em padrões ou agradar alguém que nem tem direito sobre o nosso corpo.

Quando fazer a cirurgia íntima?

Quando você sente incômodo na hora do sexo, na hora de usar uma calça ou absorvente.

Quando isso te machuca, te deixa infeliz, ou quando você quer mesmo é ninguém tem nada com isso.

Algumas mulheres têm até dificuldade de penetração quando os pequenos lábios são grandes e cobrem a entrada da vagina. Nesse caso é super compreensível é necessária a intervenção.

 

Deve-se pesar os riScos e o pós operatório também.

 

Eu sempre sugiro que as mulheres busquem a psicoterapia para ajudar nessa compreensão sobre a autoestima, autoimagem e sobre o que as incomoda na hora do sexo. A Terapia sexual também e super bem vinda.

Dessa maneira, caso opte pela cirurgia os resultados serão muito melhor observados justamente por ter sido algo feito com consciência e certeza do que se quer.

Visão dos homens sobre vulvas

Muitos homens afirmam não se importar com a questão estética e tão pouco com a parte sexual. E ainda que se importassem, não é justo conosco uma intervenção/mudança para agradar ou ser “aceita”.

Nossa Sexualidade não se resume a vagina. Temos muito, mas muito mais a oferecer.

Como é feita a cirurgia ?

 

Aqui apenas coloquei ilustração que mostra o resultado, mas em uma busca pelo YouTube você pode encontrar vários vídeos, afinal cada caso é um caso.

Bem,  esse post tinha o intuito de causar a reflexão em você sobre cirurgia íntima e espero ter conseguido isso.

Me acompanhe lá no Instagram, lá eu falo muito sobre sexo, Sexualidade e também sobre vaginas e vulvas rs.

E ah, tenho um workshop simplesmente Ma-ra-vi-lho-so chamado 3s onde falo sobre Sexualidade, Sensualidade e Sexo. Ele está disponível aqui e eu tenho certeza que pode te ajudar e muito a entender questões básicas da Sexualidade mas que podem impactar nossa vida.

Confira também o artigo da semana passada, onde falo de um assunto delicado.

Comenta aqui o que achou deste post e ah, se joga e goza!

Thalita Cesário