Há algum tempo eu vinha notando uma onda de mulheres falando sobre coletor mesntrual e sua experiência com ele.

Muitas falavam sobre ser sustentável, preocupação com o meio ambiente etc… e eu confesso que pensei de maneira preconceituosa: “nossa, mais uma modinha”.

Até que a marca de produtos eróticos que trabalho no meu site começou a vender coletores menstruais. E muito se falou dele em treinamentos, posts das consultoras e líderes de equipe, e então resolvi pesquisar sobre ele.

Amei saber que ele é reutilizável (há alguns que não), que tem durabilidade superior a 5 anos, que existem várias marcas, modelos e tamanhos e que o planeta agradece,afinal se eu que tenho o fluxo menstrual pequeno gastava muito absorvente, imagine quem ficar menstruada cerca de 5, 7 dias. Agora imagine o impacto disso no meio ambiente, sabendo o tempo de decomposição etc.

Mas eu só poderia vender aquilo que eu testo e gosto, e então resolvi testar um. O primeiro, acabei comprando menor do que deveria (cada marca tem um critério para tamanho) e eu tive muuuuita dificuldade para retirar no primeiro dia.

Ele fez um vácuo tão grande que é como se meu colo do útero estivesse colado no coletor rs, imaginem meu desespero. Eu tentava de todo jeito tirar, pedi ajuda até pro marido e nada, até que quase querendo ir pro hospital para tirar, eu me agachei e usei as técnicas do pompoarismo ao meu favor e deu super certo rs.

Então testei o tamanho maior, e ai foi amor a primeira vista. O fato de me manter limpa e sequinha ao longo do dia… que sensação maravilhosa. Quem é mulher sabe o quanto é desconfortável ficar com absorvente úmido e o sangue em contato com a pele da ppk, e a a questão do cheiro também.

Sem contar o medo de vazamento e de manchar roupa.

Usar o coletor me deu uma sensação de liberdade e segurança. O fato de meu fluxo ser pouco me ajudou nisso, pois não preciso retirar o coletor com frequência.

A mesma sensação de usar um absorvente interno porém, muito melhor pelo fato de não precisar trocar com frequência e de não absorver nossa umidade vaginal, coisa que o absorvente interno faz.

Poder receber aquele sexo oral delicia mesmo estando menstruada, pois o coletor te mantem limpa e sequinha.

Agora a melhor parte: ter a chance de me conhecer ainda mais. Eu achava que conhecia minha vagina, até precisar aprender a colocar e tirar o coletor. Uma coisa e colocar o dedo para aquela siririca, outra coisa é saber onde está seu colo do útero, tocar, tatear, saber certinho o encaixe do coletor.

É uma sensação de liberdade e autonomia sensacional.

Poder ir à praia, piscina, malhar e fazer tudo sem preocupações é sensacional.

Então se eu puder te dar um conselho de amiga, experimente o coletor. Se permita conhecer esse copinho amigo e caso não se adapte, tudo bem. Mas pelo menos se dê essa chance e verá que vai aprender muito sobre você, sobre seu corpo, sobre seu fluxo além de contribuir para o meio ambiente reduzindo a quantidade de absorvente descartado.

Essa foi a minha experiência e em breve em outro post colocarei informações sobre como usar e também a minha experiência após colocar o diu.

Espero que tenham gostado, e ah… me siga nas redes sociais.

YouTube

Instagram

Beijos, e até o próximo post.