Vamos falar sobre ciúme hoje? Antes que vocês estranhem, eu também falo de relacionamentos e comportamentos sexuais, e falar de ciúme é bem importante.

 

Mas antes de começar, vamos entender o que é o ciúme:

 

ciúme
substantivo masculino
1.
estado emocional complexo que envolve um sentimento penoso provocado em relação a uma pessoa de que se pretende o amor exclusivo; receio de que o ente amado dedique seu afeto a outrem; zelo (mais us. no pl.).
2.
medo de perder alguma coisa.

 

Então já vimos que o ciúme tem relação com insegurança e medo de perder , certo?

Se a insegurança tem a ver com autoestima e autoestima tem a ver com sexualidade faz todo sentido eu abordar esse assunto com vocês.

Talvez vocês não saibam mas o ciúme pode inclusive contribuir para problemas sexuais.  A pessoa insegura pode começar a ter disfunções ou inadequações sexuais por medo de perder o parceiro (a).

As mulheres entram num ciclo de transarem sem vontade porque foram ensinadas a usarem o sexo como moeda de troca. E quanto mais isso se repete, menos libido elas terão

Toda mulher já ouviu: “se não faz em casa ele procura na rua”?

Com isso, com medo de que o parceiro (a) vá buscar fora ou procurar alguma pessoa que por algum motivo desperta o ciúme , inicia-se ai a prática do sexo sem vontade, mas com medo.

No caso dos homens, o ciúme ou medo de perder a mulher para alguém também tem suas implicações no desempenho sexual. Homens pode sofrer com o que chamamos de ansiedade por temor de desempenho e isso pode resultar em ejaculação rápida (precoce) ou até mesmo a disfunção erétil.

 

Mas de onde vem o ciúme, o medo de perder?

ciume

Vivemos pelo menos aqui em nosso país,  uma cultura monogâmica. Fomos educados a ter apenas uma pessoa.

Infelizmente a maioria entende isso como posse. Acham que podem ser donos das pessoas com quem se relacionam e qualquer possível ameaça de perder desestabiliza emocionalmente.

 

Ciúme é demonstração de amor?

Não é bem assim não. É normal e saudável sentirmos um pouco de ciúme, demonstrar que nos importamos, e sentir que o outro nos ama e não nos quer perder é maravilhoso. Mas quando isso se torna grande preocupação remete à posse.

Ciúme a ponto de controlar roupas, telefone, horários, amizades… isso não é demonstração de amor e pode caracterizar relacionamento abusivo.

 

Então pensem comigo:

A pessoa que é insegura e tem medo de perder o parceiro (a), não pode nem deve tentar uma experiência de sexo à três ou swing, pois estas práticas são mesmo de nível alto de intimidade e confiança. A insegura nessa situação coloca tudo a perder, desde a experiência até a relação a dois.

Como cuidar do ciúme?

Pode parecer balela, mas ainda há quem julga não precisar de acompanhamento psicológico. Fazer psicoterapia irá ajudar a identificar as causas do ciúme em excesso e como trabalhar a autoestima.

Além disso, diálogo é fundamental. Expor o que sente (sem brigas, com maturidade), mostrar o que e como incomoda e juntos, pensarem em uma solução para poderem se manterem ainda mais unidos, com a sexualidade e relacionamento saudáveis.

Então, observe seu relacionamento, seu ciúme,sua sexualidade e busque ajuda. Estou aqui para isso, hein?

Saiba que meu workshop 3s ainda está disponível. Lá eu falo sobre os 3 pilares: Sexualidade, Sensualidade e Sexo e tenho certeza que irá agregar e muito no seu prazer.

Me siga nas redes sociais e no YouTube também, pois sempre coloco conteúdos ótimos para vocês.

E Para você dar uma agitada na vida a dois, visite a minha loja clicando nesse link.

Então até o próximo post.

 

Beijos, se joga e goza.

Thalita Cesário